Saúde e Pesquisa, Vol. 2, No 2 (2009)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Sífilis: Uma Realidade Prevenível. Sua Erradicação, um Desafio Atual

Karla Ferraz dos Anjos, Vanessa Cruz Santos

Resumo


Um dos grandes problemas de saúde na contemporaneidade é o elevado índice das doenças sexualmente transmissíveis, o que vem acarretando grande motivo de preocupação na área da saúde. Quando se fala em patologias provindas desta via de transmissão, muitos se ressalvam, primordialmente, da Imunodeficiência Adquirida, devido ao seu maior impacto social. No entanto, a sífilis vem ganhando destaque num linear internacional. Atualmente a sífilis congênita infecta mais criança por transmissão vertical pelo Treponema pallidum do que o próprio Vírus da Imunodeficiência Humana tão temida pela população, isto por ser consequência da sífilis adquirida não tratada no período gestacional. A relevância deste estudo é ressaltar a necessidade em conhecer os predisponentes que levam o indivíduo a adquirir a sífilis e acrescentar diferentes conhecimentos que possam servir de parâmetro para sua prevenção. Trata de uma revisão bibliográfica que teve como dados secundários livros, sites e revistas científicas. Esta pesquisa tem como objetivo geral enfatizar a importância da prevenção como ação primordial na erradicação da sífilis e como objetivos específicos, abordar de maneira sindrômica a caracterização da sífilis com seus respectivos estágios e manifestações e enfatizar a sífilis congênita e o papel da equipe multidisciplinar na atenção primária. Contudo, é possível notar que a sífilis é uma patologia que, como relata o velho paradigma do senso comum, “é melhor prevenir do que remediar”. Então, desta forma, é possível vencer o desafio e alcançar a sua erradicação.

Texto Completo: Artigo_Pdf

Saúde e Pesquisa
ISSN 1983-1870 Impressa
ISSN 2176-9206 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.